EnglishPortugueseSpanish
 

Beia Carvalho

Beia Carvalho----

Mais fotos:

----

Vídeo: Conheça um pouco mais sobre Beia Carvalho

Módulo Entrevista Beia Carvalho

Repensadora Beia Carvalho na Rede de conteúdo mais pop!

BEIA PODERÃO APLICAR SEU CONTEÚDO NOS SEGUINTES FORMATOS
palestra workshop treinamento consultoria
X - - -

Beia Carvalho

Publicitária e Futurista

Temas: Tecnologia e Inovação, Criatividade, Educação, Jovens e Gerações, Redes Sociais, Futuro.

SOLICITE UMA PROPOSTA Temos qualidade no seu atendimento e segurança na contratação.

Sobre:

Beia Carvalho é palestrante futurista e a primeira figura feminina a falar sobre Inovação no mercado brasileiro. É fundadora e presidente das Palestras 5 Years From Now® - um espaço para a reflexão sobre o futuro dos negócios.
Em 2008, ao perceber que a visão de futuro era um ingrediente esquecido no caminho do sucesso empresarial, Beia Carvalho idealizou e fundou a Consultoria de Negócios 5 Years From Now®. Para preencher esta lacuna, integrou suas habilidades estratégicas e seus 25 anos de experiência e lançou, os inéditos Workshops 5 Years From Now®. Em 5 anos, 40 empresas atendidas e mais de 500 profissionais em workshops. Este profundo e intenso contato com micro e pequenos empresários resultou num arcabouço de conteúdos, que a partir de 2014, vieram transformar a consultora na atual Palestrante Futurista.
Suas referências são fruto de um mar de experiências, que vão desde a road-trip São Paulo a New York, nos anos 1970, a centenas de cidades em 30 países.
É graduada em Publicidade pela ECA - Escola de Comunicação e Artes da USP. Sua primeira empreitada como empresária foi a sociedade na Naftalina Antiguidades, nos anos 1980, quando comercializou bric-a-brac no Brasil, Europa e EUA. Voltou a empreender em 1993, como sócia e vice presidente de Planejamento das agências de publicidade TBWA e GROTTERA e SIGNIFICA/EDELMAN, onde planejou para marcas globais como Nissan, Adidas, Pedigree. E locais, como Natura e Itaú.
Publicitária premiada com 4 leões em Cannes, integra a Rede de Repensadores, que reúne a nata de profissionais diferenciados em suas áreas de atuação - e também faz parte dos grupos London e São Paulo Futurists. Foi uma das 50 mulheres homenageadas com o Prêmio Excelência Mulher 2010, na FIESP.
Suas palestras são provocativas e transformadoras, tratadas com simplicidade e humor. Beia pesquisa o futuro, os rumos da inovação e das gerações atuando nestes processos. Sua maior expertise é provocar a reflexão, pois no dia-a-dia, estamos tão mergulhados e envolvidos em nossas crateras, que precisamos daquela mãozinha para nos ejetar para o futuro.
Grandes marcas fazem parte de seu portfolio como palestrante: ITAU, BRADESCO, MICROSOFT, JOHNSON & JOHNSON, VIVO, KIMBERLY-CLARK, ENDEAVOR, ZURICH SEGUROS, REDE GLOBO, SENAC, BETT EDUCAR, RIO TINTO ALCAN, SEBRAE, CÂMARA DE COMÉRCIO BRASIL-ESPANHA, CÂMARA DE COMÉRCIO BRASIL-CANADÁ.
É palestrante dos temas Gerações, Inovação e Futuro. Seus conteúdos estimulam a curiosidade. Incitam, instigam e chacoalham as nossas velhas certezas. Nos inspiram a ousar, criar e inovar. A caminhar para a direção em que o mundo parece caminhar. A catapultar para o futuro!

5 RAZÕES PRA CONTRATAR
1 . 95% do público veem aplicação prática dos novos conhecimentos em suas atividades.
2. Temas que são realmente fora da caixa: inovação, gerações, futuro.
3. Conteúdos sérios discutidos com muito humor, alto astral e esbanjando energias positivas.
4. Beia é a única figura feminina a tratar desses assuntos no Brasil.
5. Palestras para chacoalhar plateias de todas as idades com assuntos de hoje até 2045!

PALESTRAS:
GERAÇÃO Y
Pela 1ª vez temos 5 gerações no mercado de trabalho: WOW!
Engajar não é apenas mais uma questão. É imperativo. Sai de cena o verbo ‘obedecer’, que regeu o século 20 e entra o que move o século 21: ‘engajar’. Mandar é mais fácil. Mas ‘mandar’ não move a Geração Y, que compartilha até a liderança. Sim, é imperativo descobrir os novos conteúdos corporativos capazes de engajar esses jovens. Entram em cena as proposições verdadeiras – capazes de seduzir, arrebanhar e promover talentos. É preciso livrar-se dos
preconceitos e juntar forças para assimilar a aura de inovação que essa geração traz consigo.
INOVAR OU MORRER?
Inovar, lógico. Mas inovar para quê e por quê? Porque a complexidade do século 21 exige respostas rápidas e simples. Respostas que somente os novos olhares sobre esta era pós industrial podem trazer. Mas por que é tão difícil inovar? Porque nossos instintos se refugiam no conforto de nossas
velhas certezas. Porque experimentalismo incomoda, mesmo! Temos que compreender que a inovação acontece mais perto do caos do que da ordem. Inovar é promover a inclusão de novas ideias. É abandonar o ‘mas’. É investir
energia, tempo e dinheiro em algo que, sim, pode dar errado. Isso é assustador!
O FUTURO EM REDE
O futuro é o lugar da imaginação e das invenções. Lá tudo é possível. Lá, as nossas ideias mais exóticas, extravagantes, idiossincráticas, heterodoxas, alternativas, infantis, excêntricas, ou impensáveis são possíveis. Paradoxalmente, é onde as empresas investem muito pouco de seu tempo. Investem no presente, que já está pronto. Irremediavelmente pronto. É preciso saltar para daqui 5 anos – onde as crises do presente serão coisas do passado. Quem não Futurar, não vai Faturar! Porque não mudamos apenas de século. Estamos em transição para a nova Era da Inteligência em Rede, uma era de engajamento e colaboração.
SE LIGA!
Não sabe o porquê de tantas palavras novas: ubíquo, meme, modo beta? Tá pouco se lixando pra geração Y? Tá se sentindo inadequado no seu próprio mundo? SE LIGA! Um tema para chacoalhar plateias de todas idades com assuntos de hoje até 2045! Um tiroteio de assuntos sérios tratados com muito humor. Para expandir a sua zona de conforto.
MARKETING PESSOAL
Você faz ou enrola? Não se avexe, a maioria enrola. Mas por que deixar nas mãos dos outros as percepções sobre você e sua empresa? Por que não estudamos a nós mesmos? Por que ‘fazemos de conta’ que fazemos networking e que cuidamos de nossa imagem? Por que não ser um protagonista na era do protagonismo? Chega de mimimi!